João Lourenço volta atrás em fundir Ministérios dos Transportes e das Telecomunicações e Tecnologias de Informação


O presidente da Republica João Lourenço, aprovou ontem, 1 de Abril, a fusão dos Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação e da Comunicação Social, abandonando assim a proposta inicial aprovada na última sessão ordinária do conselho de Ministros, que previa a  fusão das pastas  dos Transportes e das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.
Segundo o decreto presidencial de 1 de Abril, a que o Correio da Kianda teve acesso, o Presidente da República, justifica a medida com a necessidade de garantir eficiência na realização do serviço publico.
Fontes próximas ao Palácio presidencial disseram ao Correio da Kianda, que os grandes projectos do sector dos transporte, bem como o Plano Director Nacional dos Transportes serviram de base para que o ministro dos transportes, Ricardo Abreu, movesse influencias junto do palácio presidencial, para o recuo da proposta inicial.
Também a Cultura, o Turismo e o Ambiente ficam agora representados num superministério, enquanto a Agricultura e Pescas passam a estar debaixo da mesma tutela da Indústria e Comércio.
O Ministério da Defesa Nacional vai reunir também os Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, antes em pastas distintas.
O Ministério das Obras Públicas passou a integrar o do Ordenamento do Território, enquanto o Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos junta agora também o Gás à sua designação.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.