Carta de JES lida no Tribunal confirma declarações de Valter Filipe

a carta com as declarações escritas do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que está arrolado como declarante no processo dos “500 milhões de dólares do BNA”, foi  lida hoje, terça-feira, na Câmara Criminal do Tribunal Supremo.

Na carta, José Eduardo dos Santos, garante que as declarações de Valter Filipe correspondem a verdade e que foi ele mesmo a dar a ordem para a referida transferencia. O Ministério Publico desconfia da autenticidade da carta.
Na carta lida hoje no Tribunal Supremo, JES confirma as declarações de Valter Filipe, incluindo a decisão de manter a operação secreta.
“Confirmo sim, ter autorizado o governador Valter Filipe, a tratar das formalizações desse fundo de investimento. E também pedi que o mesmo fosse ultra-secreto porque só depois é que seria formatado publicamente”, aponta a carta de JES lida hoje no Tribunal.
“Também pedi ao governador Valter Filipe para entregar todo processo ao actual Presidente da Republica e ao novo Executivo”, acrescenta a missiva.
Na carta, JES disse que nada foi feito de forma oculta ou as escondida como agora se pretende fazer crer, acrescentando que estavam em preparação os decretos presidenciais para a autorização e formalização desse processo.
Recorde-se que Valter Filipe alega que apenas se limitou a cumprir ordens e a carta enviada ao ex-Presidente da República, a sua defesa pretende questionar JES sobre se, no seu entender, o ex-governador do banco central se “excedeu, ou não, no cumprimento do mandato que lhe foi conferido”. Durante a primeira sessão do julgamento, Valter Filipe sentiu-se mal e quase desmaiou, tendo acabado por ser transferido para o hospital, alegadamente por problemas de tensão arterial.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.