Isabel dos Santos desmente notícias sobre críticas à gestão na Sonangol


Luanda, 16 nov (Lusa) - A empresária Isabel dos Santos desmentiu hoje o teor das notícias veiculadas em Angola, apontando ausência de liderança e de estratégia na Sonangol e mau relacionamento com as companhias petrolíferas, como conclusões do grupo que analisou o setor.

Num desmentindo enviado à agência Lusa, a empresária afirma que o grupo de trabalho em causa, criado pelo Presidente angolano, João Lourenço, com o objetivo de serem apresentadas propostas para melhorar o desempenho da indústria petrolífera nacional, "não se debruçou em momento algum sobre assuntos de gestão corrente ou de gestão de investimentos da Sonangol EP ou do grupo Sonangol".

Nas conclusões apresentadas ao chefe de Estado pelo grupo de trabalho, após as queixas das petrolíferas internacionais que operam em Angola, refere-se que o setor petrolífero angolano apresenta uma paralisia, devido aos processos de gestão burocratizados e ineficientes, cuja responsabilidade é atribuída à Sonangol, enquanto concessionária nacional, segundo o documento citado hoje pelo Jornal de Angola.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.