Isabel “expulsa” esposa de Zenú da Sonangol


Lisboa – A administração de Isabel dos Santos, na Sonangol, deu uma semana, a um grupo de funcionários da empresa com destaque a sua cunhada Mayra Campos da Costa dos Santos (esposa de Zenú dos Santos) e Djamila Silva de Almeida Prata (filha do ex-vice Presidente do MPLA, Roberto de Almeida) para comparecerem na direção de recursos humanos da empresa, no período máximo de uma semana, a contar de 20 de Setembro de 2016, a fim de tratarem de assuntos de seu interesse.

As duas visadas constam de uma lista de mais de 30 funcionários da petrolífera estatal que são convocados pela gestão de Isabel dos Santos e caso falhem, os mesmos correm o risco de perder os seus postos de emprego, o que equivale a expulsão da empresa.


Embaraçada, com a situação, Isabel dos Santos recorreu as redes sociais para reagir a notícia do Jornal do seu irmão denunciando que “a notícia do Valor Econômico e do Jornalista Celso Filipe do Jornal de Negócios é falsa. Não foi detetada imparidade de 50 mil milhões de dólares na Sonangol”.

Para concluir o seu alegado desmentido, a nova PCA da Sonangol recomendou as referidas publicações a verificarem as suas matérias antes de irem para o  ar.


Em circulação desde 2015, o “Valor Econômico” tem como director-geral  Evaristo Mulaza e como directora adjunta Geralda Fatima Embaló, companheira de Jorge Gouds Pontes Sebastião, o testa-de-ferro, de José Filomeno dos Santos que recentemente compraram ações avaliadas em 100 milhões de dólares no Standard Bank.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.