Cristiano Ronaldo quer deixar Real Madrid após acusação de fraude fiscal, diz jornal


LISBOA - O atacante Cristiano Ronaldo quer deixar o Real Madrid e a Espanha, após ser acusado de cometer fraude fiscal no país, relatou o jornal português "A Bola" nesta sexta-feira. De acordo com o jornal, a informação vem de uma "fonte confiável".

A publicação diz ainda que o jogador de 32 anos, eleito quatro vezes o melhor do mundo, já teria se decidido e pedido ao clube pela transferência. O jornal informou que o craque português está "profundamente desapontado" com as alegações contra ele.

Promotores espanhóis abriram um processo contra o jogador por suspeita de sonegação fiscal de 14,7 milhões de euros ao ocultar sua renda de direitos de imagem entre 2011 e 2014. Ronaldo negou qualquer irregularidade.

O Real Madrid disse na quinta-feira estar confiante de que o atacante português agiu dentro da lei. O time não pôde ser contactado de imediato nesta sexta-feira para comentar a informação.

Cristiano Ronaldo liderou o Real Madrid na conquista de seu 12º título europeu no início do mês, após marcar dois gols em uma vitória de 4 x 1 contra a Juventus na final da Liga dos Campeões, se transformando no maior artilheiro do campeonato.

Ronaldo, o maior artilheiro português de todos os tempos, é o mais recente em uma longa lista de jogadores de futebol na Espanha --entre eles Lionel Messi e Neymar, do Barcelona--acusados de fraude em impostos ou transferências.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.